Home » Mundo » Venezuela: ONU defende acordo entre Governo e oposição

Venezuela: ONU defende acordo entre Governo e oposição

De Janeiro de 2017 a esta parte, 52 mil venezuelanos pediram asilo noutros países, um número superior aos 27 mil casos registados em 2016.

As Nações Unidas (ONU) estão preocupadas com a crise na Venezuela, onde, desde Abril, cerca de mil e 500 pessoas ficaram feridas, e, pelo menos, 93 morreram, no âmbito de protestos contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro.

Em comunicado, o secretário-geral da ONU, o português António Guterres, defendeu “paz e democracia na Venezuela”, sublinhando que uma solução para a actual crise deve ser encontrada apenas pelos venezuelanos.

“A solução passa, por um acordo, eleições e o respeito pelos direitos fundamentais e pelos poderes constitucionais”, disse Guterres – citado pela Lusa -, apelando ao diálogo entre o Governo e a oposição, para erradicar a violência e outros abusos, e preservar um caminho constitucional acordado.

Segundo o secretário-geral da ONU, “não haverá uma solução se se pretender impor uma saída” à crise venezuelana.

O comunicado cita ainda declarações aos jornalistas, em Genebra, da porta-voz do Alto Comissariado para os Direitos Humanos, Liz Throssel, que disse ter recebido informações de várias fontes de que membros das forças de segurança venezuelana “usam tácticas repressivas, intimidação e incutem medo” para impedir os venezuelanos de se manifestarem e que “milhares de manifestantes foram presos arbitrariamente”.

Segundo a ONU, desde Janeiro de 2017 que 52 mil venezuelanos pediram asilo noutros países, um número superior aos 27 mil casos registados em 2016.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados