Home » Desporto » Espanha: Cristiano Ronaldo acusado de fraude fiscal

Espanha: Cristiano Ronaldo acusado de fraude fiscal

De acordo com a lei espanhola, CR7 incorre numa pena de prisão de um a cinco anos.

 A Secção de Delitos Económicos da Procuradoria Provincial de Madrid (Espanha) acusa o futebolista português do real Madrid,Cristiano Ronaldo (CR7), de uma fraude fiscal de 14,7 milhões de euros, entre 2011 e 2014.

De acordo com um comunicado do Ministério Público, citado pelo jornal “El Pais”, o futebolista português aproveitou uma estrutura societária, criada em 2010, para “ocultar ao fisco rendimentos gerados em Espanha”, pelos direitos de imagem, algo, escreve o jornal, que aconteceu com incumprimento “voluntário” e “consciente” das suas obrigações fiscais no país.

De acordo com o comunicado – acrescenta o “El Pais”, em causa estão 1,39 milhões de euros, que não foram pagos em 2011, 1,66 milhões em 2012, 3,2 milhões em 2013 e 8,5 milhões em 2014.

Em causa pode estar, de acordo com a lei espanhola, CR7 incorre numa pena de prisão de um a cinco anos.

As autoridades baseiam a acusação com a “jurisprudência mais recente”, concretamente a sentença pelo Supremo Tribunal, que condenou, no dia 24 de Maio, o jogador do Barcelona, Lionel Messi, escreve o jornal.

Messi foi acusado de ter defraudado o fisco espanhol em 4,1 milhões de euros, por não ter pago impostos pelos 10,1 milhões de euros, recebidos por direitos de imagem durante 2007, 2008 e 2009.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade