Home » Actualidades » Sal Beach Soccer: Expectativa económica acrescida

Sal Beach Soccer: Expectativa económica acrescida

O Sal Beach Soccer no ano passado revelou-se um verdadeiro “input” para a economia local da ilha do Sal.

Esta sexta-feira a ilha do Sal volta a acolher o torneio quadrangular de futebol de Praia, Sal Beach Soccer. A Câmara de Turismo de Cabo Verde, organizadora do evento, acredita no retorno económico, através do que fica no país e da nossa promoção como destino turístico.

O Sal Beach Soccer no ano passado foi muito mais do que um simples evento, orientado pela finalidade desportiva. Revelou-se um verdadeiro “input” para a economia local da ilha do Sal, durante os dias de futebol no areal da praia de Santa Maria. Para esta segunda edição, com a inclusão de algumas novidades, a Câmara de Turismo espera conseguir muito mais do que a primeira edição do torneio.

“O Sal Beach Soccer traduz-se como um impulso económico para a ilha do Sal, já que no passado, durante os dias do evento houve dinheiro a circular por Santa Maria a partir do torneio. Mas o objectivo principal é promover o destino turístico Cabo Verde, algo que no ano passado foi amplamente conseguido”, diz o director da prova, Emídio Simões.

Na edição anterior, passaram pelo estádio do Sal Beach Soccer, que tem capacidade para 2800 pessoas nas arquibancadas, cerca de 6000 pessoas durante os três dias do evento. Ao todo 50 efectivos estiveram envolvidos na organização do evento, a par dos 63 atletas, 47 golos, 23 patrocinadores e 371 pernoites em hotéis. Jornalistas de vários lugares do mundo asseguraram a cobertura, sendo o torneio transmitido em mais de 80 países da Europa, África e Ásia com um alcance máximo de 300 milhões espectadores.

Este ano a organização apostou num trabalho directo de divulgação junto dos hotéis na ilha do Sal, onde os jogadores estão hospedados. “Durante esta estadia, haverá sessões de autógrafos, o que por si só atrai mais turistas”, acrescenta

Simões.

Para os jogos em particular, tal como no ano passado, a organização cumpre com uma das principais condições impostas pela FIFA (parceira do evento), a entrada livre, pois os jogos de futebol nunca são pagos.

Pioneirismo

A principal novidade da segunda edição do evento é a inclusão de uma prova para portadores de paralisia cerebral. Esta vai ser disputada entre sábado e domingo, com jovens de outras ilha de Cabo Verde, principalmente Santiago. O futebol de praia sendo praticado por portadores de paralisia cerebral é pouco comum, para não dizer inédito.

“Cabo Verde quer ser pioneiro na modalidade para portadores de paralisia cerebral. A finalidade de incluir a competição no evento é promover um desporto diferente porque, a nível mundial, nunca se praticou futebol de praia com portadores de paralisia cerebral”, diz.

Cabo Verde regista anualmente uma enorme afluência de turistas alemães e, portanto, deve-se a isso a estratégica inclusão da Alemanha no torneio, em detrimento da Espanha. “Foi uma estratégia, mas também uma questão de opção, para que a cada ano seja diferente”.

O Sal Beach Soccer arranca no Sal esta sexta-feira a partir das 15 horas com o jogo Portugal – Alemanha. Cabo Verde inicia a sua participação no torneio frente a Inglaterra às 16:15. No segundo dia jogam Portugal contra a Inglaterra e Cabo Verde contra Alemanha. Já no último dia acontece finalmente o duelo luso, entre Cabo Verde e Portugal, mas isto só depois do Alemanha Inglaterra. Os jogos para os portadores de paralisia cerebral põem frente-a-frente Cabo Verde e Portugal no sábado e no domingo.

JF

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados