Home » Actualidades » OMS: Quase metade das mortes no mundo tem uma razão

OMS: Quase metade das mortes no mundo tem uma razão

Das 56 milhões de mortes estimadas globalmente em 2015, 27 milhões foram registradas com uma causa de óbito, de acordo com as estatísticas anuais de saúde global da OMS.

Quase metade das mortes no mundo estão atualmente registadas com o motivo do óbito, mostram os últimos dados estatísticos da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicados esta quarta-feira e que destacam o grande avanço na recolha de dados.

O relatório das Estatísticas Mundiais de Saúde (World Health Statistics), uma das principais publicações da OMS, compila dados dos 194 Estados Membros da Organização em 21 alvos de ODS relacionados à saúde, fornecendo um retrato dos ganhos e ameaças à saúde das pessoas em todo o mundo. Embora a qualidade dos dados de saúde tenha melhorado significativamente nos últimos anos, muitos países ainda não coletam rotineiramente dados de alta qualidade para monitorar indicadores de ODS relacionados à saúde.

Dos 56 milhões de mortos em 2015 em todo o mundo, 27 milhões foram registados com uma causa de morte, segundo a Organização Mundial de Saúde. Em 2005, apenas um terço das mortes teve uma causa de morte registada

O relatório inclui novos dados sobre os progressos em direção à cobertura universal da saúde. Esses números mostram que, em nível mundial, dez medidas de cobertura dos serviços essenciais de saúde melhoraram desde 2000.

A cobertura do tratamento para o HIV e o uso de mosquiteiros para prevenir o paludismo tem aumentado, considerando níveis muito baixos em 2000. Também têm sido observados aumentos constantes no acesso aos cuidados pré-natais e ao saneamento, enquanto os ganhos na cobertura de vacinação infantil entre 2000 e 2010 diminuíram ligeiramente entre os anos 2010 e 2015.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados