Home » Ambiente » Portugal apoia Moçambique no combate à falta de água em Maputo

Portugal apoia Moçambique no combate à falta de água em Maputo

As restrições no acesso a água potável devem-se à fraca pluviosidade da época chuvosa 2016-2017, no Sul daquele país lusófono do Oceano Índico. 

Um protocolo de cooperação foi em Maputo, entre o Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG) moçambicano e a empresa Águas de Portugal.

A verba será atribuída através do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente português e cabe à Águas de Portugal executar o protocolo.

Está prevista uma campanha de sensibilização para poupança e racionalização do uso da água e reforçar o abastecimento com furos de captação de água subterrânea no centro de Maputo e na linha de cintura de cimento da capital.

O protocolo prevê, ainda, medidas de redução de perdas e fugas de água do sistema de abastecimento e tratamento de água a partir do rio Umbelezi.

A província de Maputo, Sul de Moçambique, enfrenta restrições no acesso a água potável devido à fraca pluviosidade da época chuvosa 2016-2017 no Sul do país.

A Direcção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos prevê que as limitações se prolonguem até Setembro, uma vez que a Barragem dos Pequenos Libombos, que fornece água potável à província, dispõe de apenas 28,12 por cento dos 400 milhões de metros cúbicos de capacidade instalada.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados