Home » Ambiente » Fogo: Problemática da extracção de areia com debate agendado para abril

Fogo: Problemática da extracção de areia com debate agendado para abril

A apanha de areia na praia de Fonte Bila, único local onde se faz a extracção de inertes, todos os anos é motivo de severas criticas

Uma mesa redonda para discutir a problemática da apanha de areia na praia de Fonte Bila, com vista a encontrar as alternativas para o sector de construção, será realizada a 24 de Abril, na cidade de São Filipe.

A iniciativa é do projecto “Fogo, Água, Terra, Ar” (FATA), cuja finalidade é contribuir para desenvolvimento do ecoturismo sustentável e solidário e valorização do património cultural/social/ambiental, em parceria com a Câmara Municipal de São Filipe e Agência de Desenvolvimento Económico e Inovação (ADEI).

Pretende-se reunir na mesma mesa ambientalistas, geólogos, empresas de construção civil e decisores, e conforme a coordenadora do FATA, a ideia é alistar propostas de soluções e depois, num intervalo de dois meses, socializar as propostas visando a sua implementação.

A apanha de areia na praia de Fonte Bila, único local onde se faz a extracção de inertes, todos os anos é motivo de severas criticas, não só por se tratar de uma praia de areia negra e classificada como um dos sete maravilhas do município de São Filipe, mas sobretudo pela forma como era extraída a área, na maioria das vezes com recurso a maquinas pesadas como retroescavadora.

Contudo, neste momento o processo está suspenso devido à segunda fase das obras de requalificação e reabilitação do único acesso carroçável à praia de Fonte Bila.

LN c/Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados