Home » Actualidades » Santa Catarina: escola de música Norberto Tavares com muita procura

Santa Catarina: escola de música Norberto Tavares com muita procura

Com cerca de um mês de funcionamento, a escola já contamos com 36 inscritos, nas aulas de teoria musical, solfejo e prática instrumental.

A Escola de Música Norberto Tavares, na cidade da Assomada, em Santa Catarina, a funcionar desde o início de Fevereiro, já conta com mais de três dezenas de inscritos, entre crianças, adolescentes e adultos, dos diferentes pontos do concelho.

O responsável da escola de música Norberto Tavares, Emanuel Furtado, afirma que a procura tem sido boa, o que demonstra que fazia falta um espaço do género em Santa Catarina.

“No período de um mês de funcionamento já contamos com 36 inscritos, nas aulas de teoria musical, solfejo e prática instrumental”, garante.

Conforme Emanuel Furtado, a quota paga pelos alunos varia consoante o número de aulas por semana.

“Os alunos que frequentam aulas uma vez por semana pagam uma propina mensal no valor 600 escudos, duas vezes por semana, pagam 1000 escudos e três vezes por semana a 1500 escudos. Alguns dos alunos pagaram as suas prestações na altura das inscrições, outros ainda estão por pagar. Entretanto, até este momento a escola está a funcionar normalmente com aulas no período de manhã e à tarde, conforme a disponibilidade dos alunos”.

Emanuel Furtado avança que um dos grandes desafios é conseguir mais parceiros que possam financiar o projecto, no sentido de garantir a sustentabilidade do mesmo.

“A receita arrecadada através das propinas não garante o pagamento dos ordenados do professor de uma forma digna e muito menos o funcionamento da escola no seu pleno”, atesta.

Nesse sentido, a Fundação Norberto Tavares, promotora da escola, está estabelecer várias parcerias nos Estados Unidos da América e a realizar algumas actividades para angariação de fundos, no sentido de conseguir fundos para garantir a manutenção e aquisição de novos instrumentos. “O certo é que a escola está sobreviver com as propinas dos alunos”, afirma.

Constrangimentos

Emanuel Furtado lamenta, no entanto, que o bom funcionamento da escola esteja a ser “perturbado” frequentemente por outras actividades realizadas em paralelo no Centro Cultural Norberto Tavares.

“O salão no centro cultural Norberto Tavares, que nos foi cedido pela Câmara Municipal, é utilizado também para outras actividades. E o quintal do referido centro é multiusos e, por vezes, decorrem actividades com o som alto em simultâneo com as aulas de música. Isso acaba por perturbar o andamento das aulas. Na última semana tivemos três aulas paralisadas por causa disso”.

Furtado adianta ainda que o ideal era ter uma sala destinada exclusivamente à educação musical, uma vez que deixam os equipamentos na escola. “Por azar, este final de semana, encontramos um transformador de corrente danificado, tudo indica que alguém mexeu. E, como entra e sai muita gente, não sabemos quem responsabilizar “, lamenta.

A escola é apoiada pela Fundação Norberto Tavares composta por elementos da banda Tropical Power e conta com a parceria da Câmara Municipal de Santa Catarina.

Silvino Monteiro

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Classificados