Home » Economia » Santo Antão: Tarrafal de Monte Trigo vai ter unidade de transformação do pescado

Santo Antão: Tarrafal de Monte Trigo vai ter unidade de transformação do pescado

O anúncio foi feito pela delegada da Morabi em São Vicente, Fátima Alves.

A zona piscatória do Tarrafal de Monte Trigo, no interior do Porto Novo, Santo Antão, vai ter até finais de Março uma unidade de transformação do pescado. A implementação do projecto está a cargo da Associação para a Auto-promoção da Mulher (Morabi).

O anúncio foi feito pela delegada da Morabi em São Vicente, Fátima Alves, durante o acto de encerramento de uma acção de formação dirigira a 15 operadores de pesca artesanal, sobre a transformação do pescado e gestão de pequenos negócios.

“Os equipamentos já foram encomendados e até final deste mês de Março essa unidade já estará instalada. Trata-se de um projecto que vai permitir aos operadores de pesca agregarem valores ao pescado e aumentarem os seus rendimentos”, avança a responsável.

A instalação dessa unidade de transformação naquela pacata localidade do Porto Novo é co-financiada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em cerca de um milhão de contos, e surge na sequência da acção da formação que vinha decorrendo desde 22 de Fevereiro.

Os pescadores do Tarrafal de Monte Trigo, que dispõem desde 2015 de uma unidade de conservação do pescado, reivindicam, agora, a construção de “um pequeno cais de pesca” nessa localidade, onde se situa uma dos maiores bancos de pesca em Cabo Verde (o banco do Noroeste).

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Notícias Relacionadas

Classificados