Home » Actualidades » Dia Mundial do Idoso: Governo vai implementar sistema de cuidados para auxiliar famílias e promover uma velhice digna

Dia Mundial do Idoso: Governo vai implementar sistema de cuidados para auxiliar famílias e promover uma velhice digna

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), actualmente existem 600 milhões de pessoas no mundo com 60 anos ou mais

O Governo vai continuar a trabalhar no sentido de criar as condições para garantir que os cabo-verdianos tenham uma velhice segura e digna, entre as quais a implementação de um sistema de cuidados para auxiliar as famílias.

A garantia foi dada pela directora-geral da Solidariedade Social, Mónica Furtado, no acto central, realizado esta sexta-feira na Cidade da Praia, para marcar o Dia Mundial do Idoso, que se assinala a 01 de Outubro, tendo como lema “Tome uma posição contra o envelhecimento”.

Segundo frisou, com o crescimento populacional e o aumento da esperança de vida em Cabo Verde, há também o aumento da população idosa, o que demanda das instituições, famílias e da sociedade em geral mudanças de atitudes face à terceira idade e políticas adequadas para responder às novas necessidades.

“Com o aumento da população nesta faixa etária há que se ter em conta os desafios nomeadamente a nível dos cuidados, a participação activa dos idosos na sociedade, o combate ao abuso e à negligência, à violência e aos maus-tratos, à falta de respeito e à discriminação que são vítimas muitas vezes”, salientou.
Para já várias acções vão ser efectivadas designadamente a implementação de um sistema de cuidados que, segundo explicou, irá auxiliar as famílias nos cuidados que devem ser prestados aos idosos, nomeadamente através da garantia da pensão social mínima, da regulamentação dos serviços de cuidados, formação e capacitação de cuidadores e cuidadoras.

Igualmente adiantou que vai se apostar na criação de espaços de convívio e recreação para pessoas idosas e sobretudo aquelas com vínculo frágil à estrutura familiar, na promoção do apoio domiciliar, aperfeiçoamento da qualidade dos serviços prestados aos idosos e a regulamentação da legislação para promover a integração e combater a discriminação.

“Portanto é trabalhar para aprimorar e ampliar as respostas em todas as esferas da sociedade. Não falando só unicamente o idoso em situação de vulnerabilidade ou de pobreza, mas idoso de uma forma geral, combatendo o isolamento, aumentando as suas potencialidades de participação na sociedade e promovendo uma vida longa e saudável”, adiantou.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), actualmente existem 600 milhões de pessoas no mundo com 60 anos ou mais. Este número, de acordo com a mesma fonte, irá duplicar em 2025 e alcançar dois milhões em 2050, sendo que a maioria dessas pessoas vivem nos países em desenvolvimento.

O acto central das comemorações do Dia Mundial do Idoso, que teve lugar no salão de banquetes do Palácio do Governo contou com um número significativo de idosos e a presença do representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Castellon.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade