Home » Actualidades » Ambiente: Jornalistas africanos debatem Alterações Climáticas em Marrocos

Ambiente: Jornalistas africanos debatem Alterações Climáticas em Marrocos

A anteceder o evento, que decorre em Novembro, jornalistas de 55 países efectuam uma visita de estudo àquele país magrebino do Norte de África.

Jornalistas de 55 países africanos, entre eles Cabo Verde,  estão reunidos na cidade de Marraquexe (em Marrocos), no marco da preparação na Cimeira sobre a Defesa e Alterações Climáticas, que decorre em Novembro.

Durante a estadia em Marrocos – 7 a 18 de Setembro -, os jornalistas participam em vários eventos e visitam a estação de energia solar de Ouarzazate.

Além disso, assistirão à abertura de reuniões informais de negociadores, antes de seguirem para Marraquexe para participarem no evento “A transição Energética, INDC e o Pós-Agenda COP’21 “, organizado pelo Comité Científico da COP’22 e o OCP Policy Center.

O continente africano é um dos mais afectados pelas alterações climáticas. A escassez de água, as condições meteorológicas extremas (inundações, secas, etc) são algumas das consequências já numerosas e visíveis. O continente representa apenas três por cento (%) das emissões de gases de efeito estufa e recebe somente 4% do financiamento climático global.

A visita dos “media” a Marrocos é uma iniciativa da 22ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP’22).

A Convenção do Clima foi assinada em 1992, e, desde então, realizam-se COP’s anuais. A primeira foi em 1994 e a 21ª (COP’21) aconteceu nos finais do ano passado, em Paris (França).

As COP’s constituem momentos para amplas negociações diplomáticas, com vista a um entendimento entre os países sobre o futuro do clima.

 

JF 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade