Home » Actualidades » Sal: Dez unidades de restauração conseguiram Certificação Cape Safety este ano

Sal: Dez unidades de restauração conseguiram Certificação Cape Safety este ano

Algumas unidades de restauração, na ilha do Sal, participantes do projecto Cape Safety foram certificadas, tendo o acto de descerramento das placas acontecido nesta sexta-feira

Algumas unidades de restauração, na ilha do Sal, participantes do projecto Cape Safety foram certificadas, tendo o acto de descerramento das placas acontecido nesta sexta-feira, testemunhado pela ministra do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes.

A autenticação das unidades que completaram “com êxito” a Certificação Cape Safety, aconteceu por ocasião das actividades da VII Edição da Feira de Turismo – Expotur 2015 que está a decorrer no Sal, durante três dias, sob o lema “Sustentabilidade turística de Cabo Verde: Compromisso e responsabilidade de todos”.

O secretário-geral da Câmara do Turismo, Carlos Pires Ferreira explicou em declarações à Inforpress, que o projecto Cape Safety visa essencialmente trazer qualidade, garantia a todos aqueles que queiram conhecer um dos produtos de Cabo Verde, neste caso a gastronomia.

Uma iniciativa da Câmara do Turismo de Cabo Verde, mas financiada pelo Ministério do Turismo, Investimentos e Desenvolvimento Empresarial, o projecto foi desenvolvido para criar as condições higiénico-sanitárias da oferta complementar de Cabo Verde, em linha com o desenvolvimento do turismo e para garantir a segurança dos alimentos oferecidos aos turistas nos vários pontos de restauração.

“Esta é uma iniciativa para avançar para as outras ilhas, tendo já lançado o projecto na ilha da Boa Vista com mais de 20 unidades, num processo de certificação que levará 12 meses. A ilha do Sal irá conhecer uma segunda fase, acolhendo mais 20 unidades para que, de facto, possamos aqui construir um catálogo de restaurantes, cafés, esplanadas, que sirvam de garantia, e que sejam recomendados pelas grandes unidades hoteleiras presentes na ilha e também na Boa Vista”, referiu Pires Ferreira.

Dos 20 participantes nesta primeira fase, dez das unidades, isto é, 50 por cento dos aderentes ao programa, conseguiram a certificação, por obterem uma média de classificação superior a 70 por cento.

Assim, os restaurantes da Murdeira Village, Dunas d’Sal (hotel), Funaná, Américo’s, Genuine, O Caranguejo, Palm Beach, Relax, Barracuda e Odjo d’Agua (hotel, foram os que alcançaram esta certificação.

Para Américo Soares, dono do restaurante Américo’s, trata-se de um reconhecimento muito importante, e “um grande orgulho”.

“Este selo que recebemos com muito orgulho indica a qualidade que temos estado a apresentar aos turistas e não só. Isso dá-nos mais responsabilidade no sentido de continuarmos a dignificar esse mérito, e o destino turístico cabo-verdiano”, exteriorizou.

Também, para Milú, dona do restaurante Funaná, esta certificação representa uma conquista, o resultado de todo um trabalho feito para garantia da qualidade, ao nível de qualquer parte do mundo, onde tenha o turismo desenvolvido.

Fonte: Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade