Home » Actualidades » Laginha, Baía, Fortim e Sinagoga lançam-se a investidores estrangeiros

Laginha, Baía, Fortim e Sinagoga lançam-se a investidores estrangeiros

Oito promotores vão apresentar projectos para empreendimentos hoteleiros na Laginha, Baía, terrenos próximos do Clube de Golfe, Salamansa, mas também em Sinagoga, Santo Antão.

Oito promotores vão apresentar projectos para empreendimentos hoteleiros na Laginha, Baía, terrenos próximos do Clube de Golfe, Salamansa, mas também em Sinagoga, Santo Antão. Esta constitui uma forma de lançar o destino turístico no Mindelo Meeting Point, evento agendado para os próximos dias 7, 8 e 9 de Maio em São Vicente, em que estarão investidores estrangeiros.

A maioria dos projectos existe há algum tempo, mas  os  desenhos   ficaram na gaveta por causa da cri- se de 2008. Agora reaparecem à procura de financiamento. Chamam atenção por pretenderem   localizações   “nobres” em pontos bastante  badalados em São Vicente como Laginha, a menina dos olhos verdes dos mindelenses, Baía das Gatas,  o histórico  Fortim, assim  como zonas  por  explorar  do  ponto de vista turístico entre os quais Salamansa e parte dos terrenos perto do Clube de Golfe, na Ri- beira de Julião.

Outro projecto que tanto as gentes do norte  esperam  concretizar para potencializar o destino  turístico  Santo Antão e São Vicente é o Sinagoga Resort, projectado para Ribeira Grande, Santo  Antão. Orçado em mais de seis milhões de euros, Sinagoga Resort foi apre- sentado há alguns anos pelo grupo Turim. Mas, tal como to- dos os grandes projectos turísticos  desenhados  nos  primeiros anos deste milénio, ficou à espera de melhores dia.

Entendido  como empreendimento que visa reforçar a ainda fraca oferta turística e imobiliária de Santo Antão e aproveitar as potencialidades dessa  ilha nesses  domínios, o projecto foi relançado em 2011. Nessa altura, a SCI-Spencer Construções & Imobiliária Lda uniu-se à TURIM-SA, à Câma- ra Municipal da Ribeira Grande e a um grupo de empresários santantonenses  para  pôr de pé o projecto, mas pouco se fez desde aquela data.

EM BUSCA  DE FINANCIAMENTO

No Mindelo Meeting Point, evento organizado pelo Ministério do Turismo, os promotores vão procurar financiadores para  esse projecto, que  prevê ocupar uma área de aproximadamente 1,2 hectares de ter- reno. Contempla  a construção de um hotel de 70 quartos e 44 moradias tipo T3 e T2, com 120 quartos, perfazendo  na totalidade, uma capacidade geral de 400 camas. Isso  para além de campo  de ténis,  piscinas,  restaurantes e sala  de conferências.

As previsões  é  de  que  as obras de construção de Sinago- ga Resort possam absorver cer- ca   de 80 a 120 trabalhadores por um período aproximado de dois anos. Quando pronto, o Sinagoga Resort poderá garantir mais de 40 empregos fixos.

E entendem  os promotores que esta constitui  um boa altura  para  apresentar estas  e outras  propostas  a investidores nacionais  e do estrangeiro. Mesmo porque  acreditam que Santo Antão, São Vicente, São Nicolau e Santa Luzia têm condições de apresentar ofertas diversificadas e diferencia- das, mas serão preciso qualificá-las e melhorar as condições de alojamento.

NOVO DESPERTAR

Por  outro  lado, sabem  que no Mindelo Meeting Point estarão representantes do Luxemburgo e esperam despertar o interesse de empresários desse grão-ducado  europeu, com ligações estreitas  a Santo Antão e conhecido  pela robustez da sua praça financeira e pelas soluções de financiamento  aos diferentes tipos de projecto.

 

De  referir  que  o  Mindelo Meeting Point, um  evento  internacional de iniciativa do Ministério do Turismo, conta com a parceria  da Câmara Municipal de São Vicente, da Câmara de Turismo de Cabo Verde e da Câmara de Comércio de Barlavento, para  além da colaboração das câmaras municipais de Santo Antão e de São Nicolau.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade