Home » Actualidades » Santa Catarina e Cascais cooperam em diversos domínios

Santa Catarina e Cascais cooperam em diversos domínios

A Câmara Municipal de Santa Catarina e a sua congénere de Cascais estabeleceram um acordo de cooperação, que abre oportunidades “únicas”

A Câmara Municipal de Santa Catarina e a sua congénere de Cascais estabeleceram um acordo de cooperação, que abre oportunidades “únicas” nos domínios do saneamento, urbanismo, formação e desenvolvimento empresarial, para essa autarquia do interior de Santiago. O documento foi assinado na última quinta-feira, 13, em Cascais, pelos presidentes das duas edilidades, Francisco Tavares e Carlos Carreiras, respectivamente.

Com a assinatura do acordo com o Município de Cascais “reforçamos a cooperação descentralizada com Portugal e damos sequência a todo o processo de aproximação com os municípios portugueses”, disse o edil santacatarinense. Para Francisco Tavares, o “reforço das capacidades” de Santa Catarina é “a aposta mais importante deste acordo de cooperação” e um instrumento fundamental “para enfrentar os actuais e futuros desafios” para o desenvolvimento do Concelho.

“Vamos dar particular atenção à área do urbanismo, muito concretamente ao projecto de salvaguarda do centro histórico da cidade de Assomada”, disse ainda o presidente, apontando também o Saneamento como uma das componentes fundamentais do acordo.

“Cascais é um Município de vanguarda em matéria de Saneamento”, e adiantando que a Formação e o Desenvolvimento Empresarial – onde Cascais tem grande experiência – surgem também como áreas centrais para o desenvolvimento da cidade do planalto.

“Vamos procurar estudar as boas e melhores práticas que Cascais tem para que possamos evitar os erros que cometeram e encontrar as melhores soluções para serem aplicadas em Santa Catarina”, nomeadamente “através de acções de formação, seja ainda em assistência técnica” a ser prestada pela autarquia portuguesa.

Francisco Tavares anunciou que “o resultado imediato deste acordo de cooperação é a oferta de um camião para recolha de lixo, da marca Volvo com capacidade para 19 toneladas”, o que permitirá “reforçar a capacidade de recolha e transporte de resíduos sólidos e melhorar o saneamento urbano”. A viatura, ainda segundo o presidente, deverá chegar a Assomada até ao final de Dezembro.

“A nossa cooperação com Cascais tem em conta a amizade que existe entre Portugal e Cabo Verde, e permitirá criar condições para reforçar o intercâmbio entre as populações dos dois concelhos. Cascais, onde temos uma importante comunidade cabo-verdiana”, avaliada à volta de 1500 pessoas.

Francisco Tavares enfatizou a área da Formação, onde está prevista a ida para Cascais de jovens santacatarinenses formados pela Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde, já que aquele município da área da Grande Lisboa é considerado a “Riviera Portuguesa”, com grande experiência turística que remonta ao primeiro quartel do século XX. “Os estágios ocorrerão durante o verão e vão ser remunerados”, sublinhou o Edil de Santa Catarina.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade