Home » Actualidades » Santo Antão: a recôndita zona de Chã de Branquinho agora com barragem subterrânea

Santo Antão: a recôndita zona de Chã de Branquinho agora com barragem subterrânea

A campanha de mobilização de água para a agricultura feita pelo Governo já chegou até a recôndita localidade de Chã de Branquinho

A campanha de mobilização de água para a agricultura feita pelo Governo já chegou até a recôndita localidade de Chã de Branquinho, onde foi inaugurada, neste Domingo, uma barragem subterrânea com um caudal de 150 metros cubicos.

Essa obra, com um custo total de 25 mil contos, é destinada a uma comunidade de apenas 209 habitantes, situada a quilómetros de distância da cidade do Porto Novo, e que é alcançado apenas por caminhos vicinais.

Com 15 metros de profundidade, 12 de largura, e com um reservatório com capacidade de armazenamento de 150 metros cúbicos, essa infra-estrutura permite a irrigação de sete hectares de terreno agrícola.

A barragem de Chã de Branquinho contempla um sistema de bombagem que funciona através de energia solar. O sistema tem uma capacidade de irrigação de 40 metros cúbicos diários.

Motivos mais do que suficientes para que a localidade pudesse receber, pela primeira vez, a visita do primeiro-ministro, José Maria Neves.

“Não tínhamos tido oportunidade de vir à Chã de Branquinho, na verdade estávamos à espera de esse grande investimento para vir cá. Este é um garande ganho para toda essa ribeira que vai reforçar a captação de água”, sublinha o Chefe do Governo, que também deixou claro que apesar de não ser visível, a barragem terá a mesma capacidade da que está a ser construída à superfície em Banca Furada, São Nicolau.

Depois do acto, e cumprindo um dia cheio de actividades, José Maria Neves e a sua comitiva percorreram, durante horas, o longo vale de Alto Mira Mar, parte à pé e outra em viaturas. Uma longa caminhada que seria seguida da inauguração das obras da Bacia Hidrográfica de Alto Mira e da estrada que liga o segundo e o terceiro povoado da referida zona, assim como do projecto de requalificação da estrada do terceiro povoado.

No mesmo concelho, Porto Novo, e engajado no projecto de mobilização de água, procedeu-se ao lançamento da primeira pedra para a construção de um furo na localidade de Chã de Norte. Uma obra que engloba ainda mais três furos a serem feitos em Martiene, Ribeira dos Bodes e João Bento.

O dia de inaugurações no Concelho do Porto Novo, só terminou em Lagedos, por volta das 19 horas, onde 10 famílias receberam as chaves de casas reabilitadas no âmbito do projecto Operação Esperança. Um projecto de cariz social do gabinete do primeiro-ministro.

LN

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade