Home » Actualidades » Novo ano parlamentar: Filú apela a união e coesão do PAICV para cumprimento da agenda política

Novo ano parlamentar: Filú apela a união e coesão do PAICV para cumprimento da agenda política

Já com vista as eleições em 2016, o grupo Parlamentar do PAICV alerta para a necessidade de se cumprir “cabalmente” uma agenda política “arrojada e crucial” para a materialização do Programa do Governo.

Já com vista as eleições em 2016, o grupo Parlamentar do PAICV alerta para a necessidade de se cumprir “cabalmente” uma agenda política “arrojada e crucial” para a materialização do Programa do Governo.

A realização dos oito Objectivos do Desenvolvimento do Milénio e o arranque de uma agenda de Desenvolvimento pôs 2015, centrada na redução da pobreza, na criação do emprego e no rendimento, no crescimento sustentado e na promoção ambiental, são metas estabelecidas por Felisberto Vieira (Filú), na abertura do ano Parlamentar 2014-2015.

O líder do grupo Parlamentar do PAICV, Felisberto Vieira, disse no seu discurso, que nos próximos meses “teremos que continuar a lutar para ultrapassar alguns condicionalismos e constrangimentos, se quisermos conciliar os objectivos de crescimento económico sustentável e de criação de emprego com os requisitos de cumprimento do mandato concedido pelo povo em 2011”.

Neste novo ano político, “o país tem de crescer com estabilidade, gerar empregos, promover mais oportunidades ao jovens e aumentar a competitividade, para que tenhamos mais inserção no mercado internacional”, afirmou o líder do Grupo Parlamentar do PAICV ressalvando, no entanto, que isto só será possível “se continuarmos unidos, coesos e empenhados na realização dos nossos objectivos, se nos mantivermos focados na missão de cumprir o mandato legislativo e a responsabilidade governativa de acordo com as demandas e as expectativas dos cabo-verdianos”.

Para Felisberto Vieira, as demandas e as expectativas reclamam “mais atenção da justiça e da segurança pública, maior controlo à inflação e ao custo de vida, mais equidade social e mais dinâmica económica, bem como plena realização da nossa democracia institucional”.

O líder do Grupo Parlamentar do PAICV lançou também um desafio ao maior partido da oposição no sentido de se proporcionar um debate político “construtivo, ético, e respeitador das diferenças”.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade