Home » Actualidades » PAICV- Ribeira Grande sem esperança de ver Leonesa Fortes candidata

PAICV- Ribeira Grande sem esperança de ver Leonesa Fortes candidata

Militantes do PAICV no concelho da Ribeira Grande, em Santo Antão, dizem-se muitos felizes com a escolha de Leonesa Fortes para o cargo de ministra de Turismo, Investimento e Desenvolvimento Empresarial.

Militantes do PAICV no concelho da Ribeira Grande, em Santo Antão, dizem-se muitos felizes com a escolha de Leonesa Fortes para o cargo de ministra de Turismo, Investimento e Desenvolvimento Empresarial. Contudo, não acreditam que Fortes volte a candidatar-se à Câmara Municipal daquele concelho em 2016 após averbar duas derrotas seguidas nas urnas num frente à frente com Orlando Delgado.

Domingos Rodrigues, primeiro secretário do PAICV na Ribeira Grande, diz que é sempre um orgulho muito grande ver um filho de Santo Antão no Governo ou em outro cargo de relevância nos órgãos de soberania. Por isso, revela que festejou a escolha de Leonesa Fortes para comandar um Ministério importante, tal como fez quando o MpD chamou para o executivo António Jorge Delgado, que tutelou a pasta da Cultura.

Apesar dessa exaltação, Rodrigues não acredita que a projecção que se ganha quando se está no Governo vá entusiasmar Leonesa Fortes a candidatar-se pela terceira vez à Câmara Municipal da Ribeira Grande. “Ela já tentou duas vezes e não penso que não quererá aceitar o desafio. Só o tempo dirá, mas é pouco provável”, pontua.

O presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santo Antão, Carlos Delgado, também não faz uma ligação directa entre a chamada de Leonesa Fortes ao Governo e as autárquicas na Ribeira Grande. Até porque, como sublinha, as eleições municipais para 2016 ainda não entraram em agenda no PAICV. “Agora é hora de pensarmos nas eleições internas, a seu tempo vamos pensar nas autárquicas e temos de esperar a manifestação de vontade da própria ministra”.

De uma forma geral, os nossos interlocutores alinham-se na ideia de que será pouco provável convencer Leonesa Fortes a fazer uma terceira tentativa no concelho onde nasceu. Pois, de 2008 a 2012 não houve nenhum sinal animador em termos de desempenho eleitoral que pudesse servir de argumento para esse regresso à luta. Por outro lado, não houve um trabalho continuado no terreno no sentido de alimentar as bases para o desafio autárquico com Leonesa Fortes à cabeça.

Assim sendo, quem vive na Ribeira Grande considera que é hora do PAICV procurar outras opções e essa busca tem de acontecer desde agora porque senão o partido da estrela vai continuar a fazer registo abaixo dos 30% nas eleições municipais num concelho onde a dupla Jorge Santos (1992 a 2004) e Orlando Delgado (2004 até ao momento) governa há mais de duas décadas.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade